Coriolano Coutinho, o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho que permanece preso pela Operação Calvário, apelou ao Supremo Tribunal Federal para conseguir liberdade. 

Coriolano já teve habeas corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), mesmo após o irmão, que havia sido preso na mesma operação, ser solto pelo STJ.

O pedido está com o presidente da alta corte, o ministro Dias Toffoli.

Coriolano não é o primeiro que tenta a liberdade no STF. Na última terça-feira (24), o mesmo pedido foi feito pelo ex-secretário Adjunto de Educação, José Arthur Viana Teixeira. 

No caso de José Arthur, Toffoli direcionou a demanda para o relator da Operação Calvário no Supremo, ministro Gilmar Mendes.

CLICK PB